23 de janeiro de 2020
  • Gastronomia.com España
  • Gastronomia.com México
  • Gastronomia.com Perú
  • Gastronomia.com Colombia
  • Gastronomia.com Paraguay
  • Gastronomia.com Argentina
  • Gastronomia.com Ecuador
  • Gastronomia.com USA
Siga-nos no  

4 de dezembro de 2019
Avaliação  51 (1)
O grão de ouro dos Andes: Quinoa
FacebookTwitterGoogle PlusLinkedin
Quinoa fazia parte da gastronomia básica dos Incas e atualmente é um dos principais alimentos da região andina. Com origem da América do Sul e graças a suas propriedades se espalhou por todo o mundo sobretudo nos países europeus e norte-americanos.
 
É um pseudocereal que faz parte da família da beterraba e do espinafre. Existem dois tipos, um avermelhado e um branco cremoso, os feijões cozidos são macios, algo crocante e com um sabor delicado e um pouco amargo. Quinoa é perfeito para qualquer dia, no café da manhã você pode consumi-lo como cereal, no almoço como parte da salada ou até mesmo como uma alternativa ao arroz e à noite como um companheiro leve.
 
Você pode substituir o arroz porque o dobra em proteína, além de ser a grande fonte de fibras, cálcio, vitaminas para você e ser livre de glúten. Mesmo hoje os veganos consomem muito por serem uma fonte completa de proteínas, eles geralmente preparam os hambúrgueres de quinoa.




 
Por este e muitos outros benefícios, a Organização das Nações Unidas declarou 2013 como "o ano internacional da quinoa".
 
No Equador, a quinoa é produzida em províncias como Carchi, Chimborazo, Imbabura e Pichincha; Segundo estatísticas do Ministério da Agricultura, dois mil hectares de quinoa são cultivados cada ano. O grão dourado do Equador é reconhecido por sua qualidade.
 
Créditos da imagem: Pinterest
 
Diana Ramírez R.

Valora esta noticia 

 

Top videos

EVENTOS
10 de outubro de 2017
(43)
Del 15 al 17 de septiembre se celebró en La Rural, Buenos Aires, FIBEGA, la Feria Iberoamericana de Gastronomía, que reunió a los destinos gastronómicos mundiales más relevantes, el II Congreso Iberoamericano de Gastronomía y el Encuentro Iberoamericano de Chefs. Países como Perú, México, Argentina, Uruguay, Brasil, Guatemala o País Vasco mostraron su riqueza y diversidad gastronómica; y representantes de diferentes sectores relacionados con la cocina como los chefs Germán Martitegui, Andoni Luis Aduriz o José del Castillo, ofrecieron showcookings y presentaciones. Un túnel del vino, en el que se ofrecieron catas y degustaciones de los vinos y bebidas más representativas y sorprendentes, y diferentes espacios de degustación y mercado. 3 jornadas de celebración de la cultura gastronómica de Iberoamérica que reunieron a más de 22.000 visitantes.