10 de dezembro de 2019
  • Gastronomia.com España
  • Gastronomia.com México
  • Gastronomia.com Perú
  • Gastronomia.com Colombia
  • Gastronomia.com Paraguay
  • Gastronomia.com Argentina
  • Gastronomia.com Ecuador
  • Gastronomia.com USA
Siga-nos no  

28 de novembro de 2019
Avaliação  51 (1)
Pimenta e suas variedades
FacebookTwitterGoogle PlusLinkedin
A pimenta é uma das especiarias mais usadas na cozinha e altamente valorizada pelo seu sabor, aroma e versatilidade na preparação de muitas receitas.
 
Existem muitos tipos de pimentas. Há pimenta jamaicana, pimenta brasileira, pimenta caiena ou pimenta africana, entre muitos outros. Mas os mais conhecidos são aqueles pertencentes à família Piper.
 
Dentro deste gênero são pimenta preta e pimenta branca, mas também são conhecidas outras como "pimenta verde" e "pimenta vermelha".




 
Pimenta preta
 
É a mais utilizada nas nossas cozinhas porque tem um sabor forte e picante. É colhida quando as bagas não estão maduras e deixam secar, daí a aparência áspera e negra que apresenta.
 
Podemos usá-lo em qualquer tipo de preparação: ensopados, assados, picles ou em saladas.
 
Pimenta branca
 
Neste caso, e ao contrário da pimenta preta, é colhida quando suas frutas estão maduras. Tem um sabor suave, mas muito intenso. Quando foi coletado, é macerado em água para remover a pele e usar o grão.
 
Combina muito bem em pratos com carne, peixe, sopas, molhos ou frutas.
 
Pimenta verde
 
Como a pimenta preta, é colhida quando a fruta é imatura. Mas, neste caso, a pimenta verde é marcante por sua cor verde intensa e seu sabor de menta. Esta pimenta é perfeita para ensopados de peixe, carnes, molhos e frutos do mar.
 
Pimenta vermelha
 
É o menos conhecido porque não é facilmente encontrado no mercado. É colhido quando a fruta está madura. Tem um sabor suave e um aroma forte.
 
Pode ser usado na preparação de carnes, peixes, sopas ou molhos.

Valora esta noticia 

 

Top videos

EVENTOS
10 de outubro de 2017
(43)
Del 15 al 17 de septiembre se celebró en La Rural, Buenos Aires, FIBEGA, la Feria Iberoamericana de Gastronomía, que reunió a los destinos gastronómicos mundiales más relevantes, el II Congreso Iberoamericano de Gastronomía y el Encuentro Iberoamericano de Chefs. Países como Perú, México, Argentina, Uruguay, Brasil, Guatemala o País Vasco mostraron su riqueza y diversidad gastronómica; y representantes de diferentes sectores relacionados con la cocina como los chefs Germán Martitegui, Andoni Luis Aduriz o José del Castillo, ofrecieron showcookings y presentaciones. Un túnel del vino, en el que se ofrecieron catas y degustaciones de los vinos y bebidas más representativas y sorprendentes, y diferentes espacios de degustación y mercado. 3 jornadas de celebración de la cultura gastronómica de Iberoamérica que reunieron a más de 22.000 visitantes.