24 de abril de 2019
  • Gastronomia.com España
  • Gastronomia.com México
  • Gastronomia.com Perú
  • Gastronomia.com Colombia
  • Gastronomia.com Paraguay
  • Gastronomia.com Argentina
  • Gastronomia.com Ecuador
  • Gastronomia.com USA
Siga-nos no  

15 de janeiro de 2019
Avaliação  51 (1)
Fusão de culturas: lombo salteado
FacebookTwitterGoogle PlusLinkedin
Alguns pratos típicos peruanos não nasceram especificamente de cozinhas peruanas, como no caso do nosso prato de hoje. O lombo salteado é composto por uma combinação de tiras de carne de vitela frita com cebola e tomate sempre acompanhadas de batatas fritas e uma porção de arroz.
 
Em meados do século XIX, os primeiros imigrantes chegaram da China para trabalhar em fazendas na costa peruana, trazendo consigo seus costumes culinários como a técnica do salteado. O lombo salteado deriva da fusão da cultura oriental com a peruana, realmente surge da fusão destes dois pratos: o lombo a la chorrillana e o lombo de vaca que foram preparados em chifas (restaurantes de comida oriental).
 
Atualmente é um dos pratos favoritos dos comensais e um dos tesouros da culinária peruana, seus ingredientes podem variar dependendo da região onde é preparado e dos gostos de cada pessoa. No entanto, você não pode faltar o toque peruano, o ají amarelo que é usado em muitos outros pratos emblemáticos, como as papas huancaína.

A receita original é preparada com carne bovina, embora você também possa cozinhar com carne de porco ou frango. Para preparar o prato, refogue os ingredientes num wok ou frigideira grande com um pouco de óleo. É uma receita muito preparada em lares peruanos e é oferecida em muitos restaurantes.




Diana Ramírez R.
 
Créditos da imagem: Que vida rica

Valora esta noticia 

 

Top videos

EVENTOS
10 de outubro de 2017
(42)
Del 15 al 17 de septiembre se celebró en La Rural, Buenos Aires, FIBEGA, la Feria Iberoamericana de Gastronomía, que reunió a los destinos gastronómicos mundiales más relevantes, el II Congreso Iberoamericano de Gastronomía y el Encuentro Iberoamericano de Chefs. Países como Perú, México, Argentina, Uruguay, Brasil, Guatemala o País Vasco mostraron su riqueza y diversidad gastronómica; y representantes de diferentes sectores relacionados con la cocina como los chefs Germán Martitegui, Andoni Luis Aduriz o José del Castillo, ofrecieron showcookings y presentaciones. Un túnel del vino, en el que se ofrecieron catas y degustaciones de los vinos y bebidas más representativas y sorprendentes, y diferentes espacios de degustación y mercado. 3 jornadas de celebración de la cultura gastronómica de Iberoamérica que reunieron a más de 22.000 visitantes.