21 de junho de 2019
  • Gastronomia.com España
  • Gastronomia.com México
  • Gastronomia.com Perú
  • Gastronomia.com Colombia
  • Gastronomia.com Paraguay
  • Gastronomia.com Argentina
  • Gastronomia.com Ecuador
  • Gastronomia.com USA
Siga-nos no  

16 de janeiro de 2019
Avaliação  51 (1)
A borragem
FacebookTwitterGoogle PlusLinkedin
A borragem é um vegetal altamente valorizado no campo gastronômico por sua versatilidade, pois é usado em muitos pratos. Pertence à família Boraginaceae, uma planta nativa da Síria e do Egito, mas muito difundida nas regiões do Mediterrâneo, Ásia Menor ou América do Sul.

Na Espanha, é um produto com muita presença na região de Aragão, até mesmo adquirindo o caráter de um prato regional, também é muito popular em La Rioja e Navarra. Seus caules e folhas são usados para a preparação de sopas e caldos e podem ser consumidos cozidos ou crus.




Os caules da borragem podem ser combinadas com ovos mexidos, camarões ou cogumelos; com batatas temperadas em azeite ou com acelga, alho e ovo.

Podemos consumir suas folhas panadas, fritas ou como base de um caldo de legumes. Além disso, eles também podem ser usados na preparação de sobremesas, como crespillos.
 
Para a preparação dos crespillos a folha de borragem é panada em farinha, ovo e anis e depois frita numa panela. Finalmente, polvilhe açúcar ou cacau e adicione um pouco de mel.

Além das suas utilizações na cozinha, a borragem possui propriedades medicinais devido às suas propriedades diuréticas, anti-stress e sudorificantes. Também ajuda a melhorar a pressão arterial e reduzir o colesterol, entre outros.

Pode ser usado em infusões ou mesmo em óleo com benefícios importantes para a pele.

Valora esta noticia 

 

Top videos

EVENTOS
10 de outubro de 2017
(43)
Del 15 al 17 de septiembre se celebró en La Rural, Buenos Aires, FIBEGA, la Feria Iberoamericana de Gastronomía, que reunió a los destinos gastronómicos mundiales más relevantes, el II Congreso Iberoamericano de Gastronomía y el Encuentro Iberoamericano de Chefs. Países como Perú, México, Argentina, Uruguay, Brasil, Guatemala o País Vasco mostraron su riqueza y diversidad gastronómica; y representantes de diferentes sectores relacionados con la cocina como los chefs Germán Martitegui, Andoni Luis Aduriz o José del Castillo, ofrecieron showcookings y presentaciones. Un túnel del vino, en el que se ofrecieron catas y degustaciones de los vinos y bebidas más representativas y sorprendentes, y diferentes espacios de degustación y mercado. 3 jornadas de celebración de la cultura gastronómica de Iberoamérica que reunieron a más de 22.000 visitantes.